Hoje são 25 anos da morte de Henfil. Ele foi um grande cartunista, escritor e militante. Seu desenho era ácido, satírico e político. Atuou na revista Pasquim, muito famosa nos anos 70. E bem à frente da época.

Família de três irmãos, eram hemofílicos, condição que herdaram do pai. Em uma transfusão, Henfil contraiu o vírus da AIDS. Ainda não se tinham desenvolvido os tratamentos para a doença e ele faleceu com 44 anos.

O texto que segue é uma carta da mãe do Henfil (do livro Cartas da Mãe). Tão singela, tão deliciosa essa carta, que em uma mistura tão inusitada trata de censura, ditadura e biscoitos

Rio, 6 de abril de 1977.

Meu filho,

Eu faço votos que você esteja com saúde e feliz.

Nós aqui vamos indo como sempre. Henriquinho, você é louco? Cuidado, meu filho, com as cartas de Isto É. Estão engraçadas, mas podem não ser compreendidas. Você sabe o que faz, eu talvez seja muito medrosa. Vou mandar pelo Jaguar uns biscoitos pra você dar pros amigos, como você faz, não é? Os biscoitos não ficaram bons, acho que a goma não é boa, da outra vez vai melhor. Todos aqui mandam lembranças.

Sua mãe, Maria.

Tags

No responses yet

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.