Estereótipo e preconceito

Uma vez eu fui na casa de uma amiga e estacionei na garagem do prédio. De repente, bateu o interfone. Ela atendeu e voltou meio sem graça, dizendo que o marido tinha chegado e que precisava da vaga. Eu me despedi, desci pelo elevador, quando abri a porta ele estava me esperando muito empertigado, e Read more about Estereótipo e preconceito[…]

Maternidade sem romance

Não nasci para ser mãe

Tem uma frase famosa da Simone de Beauvoir: “ninguém nasce mulher, torna-se”. No sentido de que há tantas nuances e tantos desafios em simplesmente ser mulher, que é preciso aprimorar, crescer, amadurecer. O que dizer da maternidade? Sabemos que não há paraíso nenhum onde que a gente possa padecer, mas sim um processo árduo, física Read more about Não nasci para ser mãe[…]

Roupa sem gênero, é?

  – Sem gênero, é? Ah, que legal. Daí fica mais fácil para dar presente. – É… mas não é só isso. == – Sem gênero, é? Mas vai ter saia para menino? – Não exatamente. É sem diferenciação por gênero, lembra? Não é específico para menino ou para menina. É para quem quiser vestir. Read more about Roupa sem gênero, é?[…]

O menino dos cabelos longos

  Cada pessoa tem características únicas. Em algum momento da vida, elas deverão identificar estas características e assumi-las, e passarão a se sentir muito bem com elas mesmas. Estas escolhas podem gerar resistência do grupo, da família, dos amigos. Mas aquilo parece tão certo que a resistência e as opiniões vão para um segundo plano. Afinal, cada um é Read more about O menino dos cabelos longos[…]

Naninhas Pequeno Mundo de Dante

Desafio entre virtual e concreto

O surgimento das tecnologias sempre causa impacto na estrutura como as pessoas estão organizadas. Mas, o que realmente acontece é que as tecnologias chegam, instalam-se e não há como deter este processo. As novas gerações parecem estar magicamente adaptadas às novidades e pais sentem-se apavorados, pois a criatura supera o criador e pode dominar melhor Read more about Desafio entre virtual e concreto[…]

E 2016 finalmente termina!

  “Pareço apenas ter sido como um menino brincando à beira-mar, divertindo-me em encontrar de vez em quando um seixo mais liso ou uma concha mais bonita que o normal, enquanto o grande oceano da verdade permanece completamente desconhecido à minha frente” Isaac Newton Por causa de nossa não aceitação de estereótipos, temos dificuldades com Read more about E 2016 finalmente termina![…]

homenagem ao dia das mães

Dia das mães – menos fantasia e mais empatia

Cresci vendo comerciais na TV exaltando os superpoderes maternos. A super capacidade de resignação das mães. Que elas aceitam tudo, superam tudo e amam acima de tudo. Aí… virei mãe. E tentei, com todas as forças, alcançar esses patamares e me enquadrar nesses esterótipos. Quase enlouqueci! E fui me dando conta de que (poxa!) somos Read more about Dia das mães – menos fantasia e mais empatia[…]

A celebração do equinócio

Minhas filhas lembram, e com saudades, dos ninhos de ovos de chocolate, das patinhas de farinha pela casa, das pistas para encontrar os ovos escondidos. Sim, tudo parte da infância, tudo necessário para termos um passado, construirmos nossa história. Eu lembro também da minha infância. Dos ovinhos pintados pela minha tia-avó, antes do surto dos Read more about A celebração do equinócio[…]

E por que moda não binária?

Escrevo este post porque eu fico muito, muito feliz quando encontro mais e mais pessoas lindas como vocês que entendem e compartilham desta motivação de construir um mundo mais igualitário e uma sociedade mais justa e tolerante. Desde sempre temos perseguido este objetivo, e vocês me fazer realmente achar que vale a pena. Quando colocamos Read more about E por que moda não binária?[…]

As memórias que criamos

De todas as memórias que temos, as mais apreciadas são as brincadeiras. Em nossas conversas de família é assunto recorrente: “lembra que a gente colocava o plástico no chão com água e sabão e escorregava?”, “lembra que a gente colocava roupa no cachorro?”, “lembra que a gente cortou o shorts do pijama para passar o Read more about As memórias que criamos[…]