Quem foi Joana D’Arc?

Imagem daqui

Nascida em 1412, em plena Guerra dos 100 Anos (que durou 116!), Joana era a filha de lavradores na França da Idade Média. A guerra estava acontecendo durante toda a vida de Joana D’Arc. Uma sangrenta disputa por poder e pelo território onde hoje é a Bélgica, que aconteceu entre a França e a Inglaterra.

Joana era muito religiosa e desde menina dizia ter visões e conversar com anjos. Aos 15 anos ela recebeu, em uma de suas visões, uma lista de tarefas que fariam a França vitoriosa na guerra e levariam Carlos VII ao poder.

Joana passou a participar das batalhas no comando. Alguns historiadores dizem que ela seguia na frente dos batalhões, outros que sua função era motivar os soldados e que ela permanecia na retranca. Suas visões se confirmaram, Carlos VII foi coroado rei e a população francesa encheu-se de confiança. Joana D’Arc foi considerada heroína nacional.

Mas uma derrota no Cerco de Paris, fez com que ela perdesse o apoio da nobreza. Em 1430 ela foi capturada por um grupo de franceses que a entregaram aos ingleses. Julgada e condenada, ela foi queimada na fogueira no ano seguinte, com 19 anos de idade. Um dos motivos de sua condenação foi o uso de roupas masculinas. Acredita-se que ela usava essas roupas para se proteger de assédios nos acampamentos.

Em 1456, seu julgamento foi revisto pela Igreja, ela foi inocentada e declarada como mártir da Igreja. Em 1803 foi declarada símbolo nacional da França, por Napoleão Bonaparte. Em 1909 foi beatificada e em 1920 canonizada pelo Vaticano.

A orixá Obá é sincretizada com Joana D’Arc, por sua natureza bélica e suas feições masculinizadas. É a orixá ligada ao fogo e às águas revoltas de rios.

Dia 30 de maio é considerado o dia de Joana D’Arc.

Kigurumi infantil e para bebePowered by Rock Convert

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.