Parece tão óbvio que a escola tenha um papel importante no enfrentamento do trabalho infantil. Daquela obviedade que nos deixa sem palavras e com raciocínio fraco. Passei algum tempo para elaborar os argumentos e confesso que nada caía no papel (ou na tela). Estava assim, pensando, pensando até que minha atenção foi captada por um programa de entrevistas na televisão.
Os anos 20 foram incríveis. Década de Coco Chanel e Charles Chaplin. As saias subiram. As mangas caíram. O chapéu, só de dia. Bocas vermelhas. Olhos muito pretos. Cabelos curtos. Surge o rádio, cinema. Dadaismo, surrealismo, arte moderna. No norte, American way of life. No sul a paulicéia, desvairada ao presenciar a antropofagia da modernidade em todas as formas de expressão artística. Klaxon. É tempo de provocação.
Nascida em 1412, em plena Guerra dos 100 Anos (que durou 116!), Joana era a filha de lavradores na França […]
Dia de combate à homofobia
O Dia Internacional contra a Homofobia marca a data em que a homossexualidade foi excluída da Classificação Estatística Internacional de […]
Através de nossas roupas prestamos homenagens a várias pessoas. Músicos, cientistas, pintoras. Uma de nossas estampas mais vendidas é em […]
Uma homenagem às mulheres que saíram da zona de conforto. Uma inspiração para nós, mulheres. Clique duas vezes sobre a […]
                      “A  Artemis é uma organização comprometida com a promoção […]
E hoje é dia da árvore. Só que todo mundo só fala em rock, afinal Rock in Rio rolando a […]
Neste início de ano tive a oportunidade de participar de uma conversa sobre o uso da internet. A audiência era […]